Arquivos
 26/11/2006 a 02/12/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 06/08/2006 a 12/08/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Foflash
 


A arte bate à sua porta

 

Era sábado à noite e eu estava em casa, quando recebi a visita de uma amiga acompanhada de um amigo, Selma e Gil.

Ao nos apresentar eu estava em frente ao computador e ele perguntou.”O que está fazendo”?. Respondi que estava escrevendo um livro e naquele momento falava de arte. E ele disse: “Arte, eu faço arte”.

De repente percebi que eu estava com os elementos necessários para construir uma noticia, bastava perguntar: o que, quando, quem, onde, como e por que. E ele virou personagem do livro.

Gil Franco é um mecânico amapaense de 31 anos que inventou quatro sistemas para deficiente físico. Um deles é o Clinicar. A novidade é que este sistema é portátil e não precisa cortar o carro para adaptá-lo. É mais em conta, o custo é de apenas três mil reais, levando em consideração que em São Paulo um sistema parecido, custa dezesseis mil. Falei que legal. E ele me respondeu, o Jô Soares também achou, gravei um programa no dia 03 de novembro e vai ser exibido no dia 10 de dezembro.

 Então pensei, para esse moço ter ido ao Jô é porque é bastante interessante.

E fomos conversando.... mas não vamos estragar a surpresa do livro......... 

E a arte não para por aí. Além de tudo o mecânico é poeta. Ele nos permitiu uma de suas poesias, inéditas. Uma enquanto estava internado, ao presenciar uma cena de um homem que foi ao hospital fazer um exame e saiu de lá morto.

Então titulou, Sofrimento e Dor: “Convivo eu na casa da vida e da morte onde relata cada fato, onde o fato é só um tempo, onde sonhos se realizam e se acabam, onde o mundo passa rápido para uns e lento para outros. No barulho o silêncio e no silêncio a certeza do barulho momentâneo. Pessoas entram e saem refletindo um único propósito. Saúde. Para sorrir, para chorar, para viver. O mundo para você“.

            Fiquei parada interpretando aquela expressão, afinal, eu passei o dia todo falando de arte e de sentimento, na disciplina de arte-educação.

Foi quando a Selma, falou, hei! Vamos falar de amor. Eu também faço arte.

Sei que ela é uma excelente artesã. Faz quadros maravilhosos com alho, mas poesia? E ela me recita uma linda poesia romântica, também inédita, titulada de Meu Grande Amor.”Não há coisa mais bela que poera suas lindas pernas. É como um encanto de um amor que no passado se transformou. E ainda que o tempo passe e o esquecimento fuja, beijarei ti, numa fúria sem fim como se fosse a única flor do meu jardim. Porque quem ama de verdade, mesmo com o passar dos séculos, chuvas e mares, terei sua imagem refletida em mente. Em meu lindo amor que os meus olhos não conseguem por um fim. A tarde já se foi, tudo se esconde, já escureceu e lhe pergunto: será que já me esqueceu. Amor meu”. (Selma Óliver)

E o Gil desafiou, eu também sei falar de amor “Se eu pudesse tocar as estrelas a mais distante e brilhosa ou descer no fundo do poço, com a água mais cristalina eu jamais chegarei aos teus pés. Porque você é o céu que me cobre e a água que me dá a vida”.

E eu diante de tanta expressão, falei que, “a minha maior poesia é a paixão que sinto em transformar sentimento em informação. É fazer do meu ofício, o meu amor, o meu parceiro, o meu consolo e o meu vício. E me embriago nos códigos, brigo com a ambigüidade e ela me oferece uma mensagem. Fumo um significado e aspiro palavras. Vou pra casa, to cansada, ouço um ruído. É você.  (Tina Sanches)



Escrito por sanchesbaroso às 15h38
[] [envie esta mensagem
]





SOU ADOLESCENTE!!!

 

 

 Ao meu filho Lucas Wesley.

.

O que escrever ao meu bebê se aos onze anos ele diz não ser mais criança. E adolescente também fui. Esta fase me assusta porque na minha época, fui adulta enquanto deveria ter brincado mais. Mas vai fazer ele entender isto.

Não há período certo para você sair da adolescência. É algo que se manifesta por si só, não adianta insistir. A fase adulta chega sem ser notada. E enquanto isso não acontece, o adolescente ouve frases do tipo, “Tu és muito criança para este assunto”, ou ainda, “Tu já está bastante grandinho”. E vamos confundindo as cabeças desses pequenos grandes seres.

Às vezes não sei o que pensar. Na hora a atitude vem. Hoje, acredito que seja qual for a atitude de uma mãe, é só para ver o bem de seu filho.Obrigada mãe.

E quanto a você, meu bebê, meu adolescente, meu homem, meu velhinho, pedaço de mim, desejo-te muitas felicidades por mais este aniversário.

 

 

Macapá, 24 de novembro de 2006.

 

 

 

Tina sanches



Escrito por sanchesbaroso às 15h33
[] [envie esta mensagem
]





 

QUEM GOSTA DO RAIMUNDO AÍ?

 

Estava navegando pela internet para passar o tempo quando me deparei com um site dos fãs Fagner, mas como eu sou íntima, o chamo de “Raimundo”. E olha só o que encontrei, pessoas comentando sobre o trabalho do meu rei, desculpe, nosso rei. As músicas de Fagner me inspiram, muitas parecem que ele as compôs para mim, ouço minha vida!

Uma música que marcou e que marca as minhas relações amorosas é Deslizes. Os cantores que são meus amigos aqui no Amapá, já sabem, eu só faço a mímica em que a minha mão desliza sobre o meu braço e eles já começam “ Não sei porque insisto tanto em te querer, se você sempre faz de mim o que bem quer, se ao teu lado sei tão pouco de você é pelos outros que eu sei quem você é.... E é só assim, que eu perdoou os seus deslizes, e é assim o nosso jeito de viver, em outros braços tu resolves tuas crises, em outras bocas não consigo te esquecer...”

 

AGORA VAI UMA HISTORIA DE TIETE.

 

 Faz uns cinco anos quando fui de féria à Varginha, (MG), com o meu amigo Zé Maria. Peguei o Jornal e lá estava, entre as atrações da feira agropecuária da cidade, ele “meu rei”. Foi um presente dos deuses. Eu enlouqueci meu amigo e fomos. Fiz de tudo que uma tiete de carteirinha tem direito (fotos e autógrafo)

O engraçado é que nós estávamos em frente ao palco, claro que eu iria querer ver o Fagner de perto, só que pro meu azar, o banheiro era longe, segurei ao máximo as cervejinhas que queriam sair. E eu na expectativa da música da minha vida. Imagina a situação, eu apertada e na minha cabeça,.... “canta logo deslizes”..... E ele não cantava.

 Pois é, não deu outra, fui ao banheiro, quando estou naquele momento prestes para me aliviar, eis que ouço Fagner deslizando, pior, longe de mim. O pior não é nada, saí do banheiro na hora. Como o banheiro ficava muito longe do palco, até que eu chegasse lá, a música já teria terminado. Sabem o que fiz? Saí do banheiro, encostei em uma cerca velha e chorei, não sei por que?. Ou por estar longe do palco, por não estar perto do Zé, por estar só, sei lá. Eu ali sozinha ouvindo e vendo Fagner ao vivo cantar a minha música, um filme da minha vida se passou na minha cabeça.  

Quando voltei para a mesa, o Zé falou. “Paixão você perdeu Deslizes” e eu chorei mais ainda, e ele me consolou. “Mas nem tudo está perdido paixão”. O danado me levou no camarim do Fagner, eu queria morrer de tanta felicidade.

O inesquecível foi quando ele se aproximou e com as mãos dele sobre o meu ombro, falou com aquela voz grossa ” FALA MORENA”, não consegui falar nada. Só dei um sorrizinho tímido. Eu uma jornalista morri de vergonha por ter sentido vergonha. Mas no final foi tudo foi bom. E quando o vi tomando uma cervejinha e fumando um cigarro, pensei, esse é dos meus.    

      



Escrito por sanchesbaroso às 16h15
[] [envie esta mensagem
]





Jor- 23

 

Lembrar daquele agosto de 1992, quando tudo começou, é fazer uma emocionante retrospectiva dos quatro anos em que passamos na faculdade. Eu posso citar uma por uma as emoções vividas: Momento feliz quando a turma era toda aprovada, horas de desespero para fazer a prova final, choro ao perder uma amiga, tristeza quando um colega ficava para trás, e olha que não faltava incentivo para continuar, companheirismo ao recepcionar os novos colegas. Quanto aos professores, uns meros transmissores de conteúdo, outros verdadeiros mestres e outros inesquecíveis.

De uma turma de cerca de 50 alunos, chega à reta final apenas 16 e estes, podem comemorar, pois entrar em uma faculdade particular, como alguns dizem “é muito fácil”, o difícil é sair.

São muitos os obstáculos: a mãe que se separa do filho, o marido que cobra ciúmes, a esposa que impede que o marido prossiga, a  falta de grana, o desânimo e até a morte.   

Mas conseguimos caros amigos !!! E tudo que desejo a todos nós é sucesso, sucesso e sucesso.  

 

    

 

 

 



Escrito por sanchesbaroso às 12h13
[] [envie esta mensagem
]





MUDANÇA DE HORÁRIO

DESCULPE, A CERIMÔNIA COMEÇA AS 19 HORAS.



Escrito por sanchesbaroso às 16h09
[] [envie esta mensagem
]





TÔ FELIZ, MINHA FORMATURAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

 

 

ACONTECE HOJE, 15/08/06 ÀS 17 HORAS, NO TEATRO DAS BACABEIRAS A COLAÇÃO DE GRAU DA 3ª TURMA DE JORNALISMO DA FACULDADE SEAMA QUE HOMENAGEIA O JORNALISTA HÉLIO PENAFFORT.

 

PARANINFO: CARLOS MAGNO FERNANDES

 

 EM MEMÓRIA:

PATRÍCIA MELO ( ACADÊMICA)

CHRIS BEIJAMIM (PROFESSOR)

 

PARABÉNS AOS FORMANDOS:

 

ALESSANDRA LEITE

ALESSANDRA PICANÇO

BENEDITO SORIANO

CRISTIANE MARECO

CRISTIANE SANCHES ( EU)

ELIDIANE AMARAL

FABÍOLA GOMES

FRANCISCO OSVALDO FILHO

HARACELI THAMARA

HUMBERTO MOREIRA

JORAI GURJÃO

JOSIETE MACIEL

MÔNICA JUSARA

PETRÔNIO VALENTE

RODRIGO BALIEIRO

ROSENY OLIVEIRA

RUY OMIR MIRANDA

 



Escrito por sanchesbaroso às 16h03
[] [envie esta mensagem
]





E AGORA JOSÉ?

Ontem foi o dia dos pais. E agora José? tu não estais mais aqui.

A todos os filhos que ainda tem o pai vivo, espero que tenham dado muitos beijos em seus papais, caso não tenha dado, ainda há tempo, pois depois da passagem,  só o beijo da imaginação. Beijos pai !!!

 



Escrito por sanchesbaroso às 11h03
[] [envie esta mensagem
]





AMOR BANDIDO

 

O convidado, do convidado, da convidada que convidou o convidado.... bom, em fim, o cara tava no aniversário e falou que o “amor bandido” ganhou uma carreta de presente da F.... O gordinho e as amigas inseparáveis ficaram piorados da vida /// Eh! As amiguinhas não ganham uma do “amor bandido”, o que fazer? 

 

 

 

 

NIVER DO PAVÃO

 

Parabéns ao Pavão que comemorou 70 anos no dia 9 de agosto (quarta) /// Aproveito para agradecer a Felícia e a Vadoca, pelo carinho com que tratou da Jor 23 nos 4 anos do curso /// Pensa que vão se livrar é ? Sexta feira começa a Pós-Graduação, portanto, vocês vão ter que nos engolir, pelo menos, por mais um ano!!!!



Escrito por sanchesbaroso às 15h32
[] [envie esta mensagem
]





QUEM TE VIU E QUEM TE VÊ 

 

Encontrei o meu compadre na Praça do Forte, de papai./// É mano, estava na hora de criar limo. 

 

 

NALDINHO DE JESUS, CADÊ VOCÊ?  

 

S.O.S Naldinho! Atenção comunidade da velha guarda do Foflash, por favor, se alguém entrar em contato com esse baixinho, fale carinhosamente que precisamos trocar uns foflash´s. Que jornal tu estás, “digaçado”.



Escrito por sanchesbaroso às 16h46
[] [envie esta mensagem
]





MAIS UMA DE CANDIDATO  

 

Com uma fome tremenda, depois de não sei quantos textos, lá vem ele, que tem nome de um prato típico, só pra dar mais dor no estômago.

 

 

24 HORAS DE BRONCA 

 

Tem um barzinho, lá pelas bandas do Buritizal, que quando o cliente não briga, o garçom compra a briga só para a noite não ficar tão monótona.

Escrito por sanchesbaroso às 16h44
[] [envie esta mensagem
]





ANEL DE FORMATURA

 

Como caroço de tucumã lembra a cara da captação ilícita de sufrágio, uma amiguinha vai presentear um amigo jornalista com uma biju, e todos vão ficar felizes na formatura que vai acontecer no Teatro das Bacabeiras, terça-feira./// Né, poeta!   

 

 

 

COLETA PARA MENSALIDADE

 

Hei, galera, já iniciou o 9º semestre do curso de Comunicação Social do Pavão./// Já passamos na sala da ouvidora, Felícia./// Da comissão de frente só esta faltando você, “amor bandido”!!!



Escrito por sanchesbaroso às 16h42
[] [envie esta mensagem
]





 

FOFLASH

 

Olá amigos, este blog foi feito com a intenção de relembrar o trabalho que fazíamos no Jornal do Porto de 1995 a 2002. Aliás, agradeço ao meu amigo e compadre Jorge Bitencourt por ter aberto as portas da mídia, onde pude começar ao lado de pessoas maravilhosas como Gabriel Penha, Ramilton Farias e Carlos Marques. Mas todo jornalista tem uma história para contar sobre o início de carreira. E eu, quis mudar a página social, foi então que surgiu o FOFLASH, o terror dos amantes das noites santanenses. O interessante é que não falávamos o nome do santo, mas a história. E por incrível que pareça, as pessoas vinham falar comigo e perguntavam ”era de mim que você estava falando?” Descobrimos que uma história acontecia com várias pessoas. Aos que não conheceram, bem vindos ao FOFLASH, e aos meus fidelíssimos leitores, vamos matar a saudade!!!

 



Escrito por sanchesbaroso às 19h10
[] [envie esta mensagem
]





HISTÓRIA DE ASSESSOR DE CANDIDATO 

 

Uma certa assessora de um candidato não estava gostando do texto do seu assessorado, de repente, veio com a idéia: “Vamos consultar o “ORÉLIO”. Realmente este candidato está em boas mãos!!!! Se você fosse candidato, contrataria esta fulana?

 

 

TÁ NAMORANDO NÉ? 

 

Uma jornalista recém formada da faculdade Seama já está com tanta saudade que resolveu agarrar o coração de um professor da instituição, pelo menos ele não corre o risco de estar assediando a aluna. Diga, diga.



Escrito por sanchesbaroso às 19h08
[] [envie esta mensagem
]





RECADO DO CHICO  

 

“Por favor! Quem encarecidamente.... quer dizer...... empobrecidamente encontrou uma bolsa, contendo duas peruca com piolho, um vistido de 10 reau do brechó, um cunjunto de short e blusa, o short está puído e com uma freada de bicicleta no meio /// Quem encontrou não a devolva, queime, material altamente contagioso,  corra para o hospital!”

                                              Assinado Chico.                                                                                                                      

 

 

 

PENSA NUM LUGAR ...  

Me contaram que a inauguração de uma certa boate no bairro do Muca, literalmente foi um arraso /// As pessoas saíram de lá arrasadas se desviando das facadas /// Pensa num lugar seguro para se divertir! /// Essas informações são de uma loirinha que tem carteirinha na noite

macapaense e ela falou, “Ali eu não boto mais os pés” /// Então o negócio foi feio /// SE VOCÊ ESTAVA LÁ, ISSO ACONTECEU MESMO?

 


Escrito por sanchesbaroso às 19h04
[] [envie esta mensagem
]





NÃO ESTÁ NA MODA  

 

Se você vê por aí, uma morena, com corte de Chitãozinho e Xororó, não faça o mesmo corte que a moda não voltou, foi o cabelo dela que caiu /// Nossa produção vai procurar saber qual o produto utilizado para que você nem passe perto dele.

 

 

CAMPANHA, DEVOLVA A PERUCA DA VERUSCA 

 

Roubaram a bagagem do Jackson Amaral no Afuá e agora a minha amiga Verusca está sem sua peruca laranja, tadinha, ela me falou que com a peruca preta ela não está ganhando nada /// Por favor, se você sabe do paradeiro da peruca laranja da verusca nos informe!

Escrito por sanchesbaroso às 19h00
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]